Prensente da Angel...

Descobrir um prato novo contribui mais para a felicidade humana do que o descobrimento de uma nova estrela. (Anthelme Svarin)

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Introdução reflexiva...

De um tempo para cá, comecei a valorizar muito o que como...

Deixe-me explicar: tive fases na minha vida!!

Durante a infância: era uma fresca!! Minha mãe barganhava uma folha de alface, em troca de um pedaço de pudim!!!
Durante a adolescência: era anêmica!! Dá-lhe ovo de pata, fígado, deliciosos sucos de beterraba (help me!!)
Durante a faculdade: toda senhora de mim mesma, achando que sabia algo da vida, passava meu tempo fazendo coisas que iam mudar o mundo e não me importava com o que comia...
Em Floripa: após morar com Anitas, minha querida amiga e Engenheira de Alimentos, aprendi a comer várias coisas, como elas são produzidas, deixei de comer outras (saber como um animal é tratado, ou como uma margarina é produzida pode tirar o apetite!), comecei a comer devagar e saborear os alimentos e, principalmente, a fazer compras lendo o que comprava (como isso é assustador!!)
Quando voltei para São Paulo: Devido ao ambiente, à falta de tempo, e por minha culpa principalmente, negligenciei minha alimentação. Por ter muitas atividades, e demorar horas para sair de uma e chegar em outra, come-se qualquer coisa, e passei uns bons 3 anos assim...
Quando vim trabalhar no faroeste: Me espantou a falta de comida decente neste lugar!! Na verdade, me espantou pois sou ingênua, afinal, não dá para esperar algo melhor!! Mas a questão é... depois de piriris semanais, de colocar muita coisa para fora, comecei a valorizar minhas outras refeições que não o almoço (esse, não tem muito o que fazer! snif!)... e agora, se tenho que escolher entre ir na artes marciais ou jantar bem e com calma, eu janto, e pronto!! Sem culpas ou peso na consciência!!!

E pra quê todo esse histórico?? Pois essa minha mudança drástica de alimentação (ou o retorno ao que eu era e comia em Floripa, pois você é o que você come!) causará impactos nas minhas opções alimentares!! E como este é um blog de comidas, nada mais óbvio...

O segundo (ou segundos?) motivos para essa mudança foi minha falta de atividades na empresa nova, gerando minha navegação diária pelos blogs da vida e da culinária e, principalmente, por encontrar esses dois blogs: La Cucinetta e Chucrute com Salsicha...

E toda essa introdução é para, no próximo post, eu comentar sobre uma padaria de um francês, deliciosa, cheia de coisas bacanas e apetitosas, pertinho de casa, que além de ser o máximo, segue os princípios que eu ando aplicando para minha vida atualmente!!

E-mails criticando minha chatice culinária, favor encaminhar para nemmeimporto@bla.com.br!!

Beijos!

Gabi

2 comentários:

Aninha Leme disse...

uiaaaaaaaaaaaa
espero que vc não tenha descartado aquela receita divina de lasanha com molho branco recheada de coisas verdes nhamssssssssssssss

owww diliçaaaaaaaaaaa

passa no meu blog pra vê-lo de cara nova quando puder!

besosssssss

Mel disse...

É isso ai! Apoiado! Uhuuu!!!!

(nossa, mas era fresca demais essa menina... carinha de nojo pra comidinhas deliciosas... ahammm)